Notícias
Homem primitivo palitava os dentes, diz cientista
Homens primitivos que viveram há 1,8 milhão de anos já palitavam os dentes, de acordo com o estudo de uma paleontóloga americana publicado na revista New Scientist.
Por BBC Brasil
Ancestrais humanos 
teriam usado galhos 
para limpar a boca

Leslea Hlusko, da Universidade de Illinois, diz ter provas de que ancestrais humanos usavam galhos para improvisar artefatos para limpar os dentes.

Segundo Hlusko, marcas encontradas em fósseis de dentes são provavelmente resultados da raspagem contínua dos "palitos".

Ela diz que, ao contrário dos palitos de dente atuais, a ação mais abrasiva dos galhos desgatava os dentes.

"O palitamento de dentes com galhos provavelmente representa o hábito mais persistente já documentado na evolução humana", afirmou a paleontóloga americana, cujo trabalho também foi publicado no jornal científico Current Anthropology.

Testes

Segundo a New Scientist, Hlusk passou oito horas raspando um pedaço de galho nos dentes de um babuíno. Em seguida, a cientista repetiu a experiência com um dente humano.

Nos dois casos, ficaram marcas quase idênticas às vistas nos fósseis.

Embora pouco trabalho fosse necessário para transformar um galho num palito de dente, a teoria poderia indicar que o homem já se preocupava com higiene há quase 2 milhões de anos.

No entanto, acredita-se que o homem primitivo tenha começado a palitar os dentes para alivar a dor causada por cáries e inflamações na gengiva.

Já se sabia do uso de palito de dentes nos primórdios de civilizações orientais antigas, como China, Índia e Irã.

Acredita-se que eles geralmente também eram tirados de galhos de árvores. Alguns, no entanto, teriam sido feitos de ouro e bronze.